Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Albergariense lança primeiro livro em Aveiro

por alho_politicamente_incorreto, em 01.03.14

Laura Alho

“Um paraíso no inferno”

 

No próximo dia 8 de março, pelas 15 horas,

no Hotel Meliá Ria, em Aveiro,

terá lugar o lançamento público do livro

“Um paraíso no inferno”, da albergariense Laura Alho.

Na oportunidade, o orador convidado

será o professor José Manuel Alho.

 

 

Nota biográfica

Laura Alho nasceu a 15 de Abril de 1982, em Albergaria-a-Velha, e reside em Aveiro.

Iniciou o seu percurso académico em Línguas mas acabou por se formar em Psicologia, com especialização em Psicologia Forense. Encontra-se, atualmente, a tirar o doutoramento na mesma área, na Universidade de Aveiro, onde também colabora na lecionação de unidades curriculares. No âmbito do seu doutoramento, participa em diversos congressos nacionais e internacionais e possui itens de produção técnica publicados.

Paralelamente às suas investigações, e à constante formação profissional de que não descura, Laura Alho investe também na escrita, um dos seus sonhos mais antigos.

O seu entusiasmo pela escrita surgiu na infância e é através dela que comunica e partilha as suas experiências reais e ficcionais.

“Um paraíso no inferno” é a sua primeira obra, de entre outras que estão a ser escritas ou pensadas.

 

Como surgiu “Um paraíso no inferno”

“Um paraíso no inferno” só existe porque, assinala a autora, «sempre tive o gosto pela escrita e pela leitura. Geralmente, quem lê muito, escreve também, porque a leitura é a abertura ao conhecimento e o incentivo à criação.»

Em concreto, Laura Alho recorda que «esta ficção surgiu há oito anos atrás, com a criação de um blogue com o mesmo nome. Nessa altura, estava a passar por um período conturbado e a única coisa que me fazia sentido, e me fazia bem, era escrever. A par com o blogue, comecei a escrever o livro.» Logo de seguida, reconheceu que «quando o terminei, não soube o que fazer. Não queria enviá-lo para uma editora porque achava que não estava preparada para o desafio de publicar algo tão meu, tão íntimo. Ficou abandonado durante anos até decidir que tinha chegado o momento de dar voz a esse sonho antigo.»

Com efeito, e «somente há alguns meses, enviei-o para a Chiado Editora e recebi a resposta, dias depois, com uma proposta de edição.» - assinalou.

 

Motivações para partilhar só agora este livro

Sobre as motivações para só agora partilhar o seu livro, Laura Alho sublinha que «a principal foi intrínseca – saber que é exatamente isto que quero. Escrever. Se antes não estava preparada, agora sinto que é o momento certo. E, felizmente, é uma atividade possível de conciliar com tantas outras que tenho, sendo a que me faz sentir completamente realizada porque depende apenas de mim.»

Por outro lado, “Um paraíso no inferno” é, afiança a albergariense, «uma história atual e real. Real, sob o ponto de vista do leitor. Quando voltei a pegar no livro e o reli, fiquei impressionada comigo mesma. A mensagem é tão clara, tão límpida e, simultaneamente, tão profunda. Os personagens retratam pessoas que podem ser qualquer um de nós e as histórias de fundo são intemporais. Quando a nossa vida começa a desmoronar, a quem voltamos as costas ou quem culpamos pela nossa infelicidade? Deus. Acreditemos nele ou não, a verdade é que ele provoca em nós reações paradoxais. Deus é, talvez, o personagem mais controverso quer na ficção que escrevi, quer nas nossas próprias vidas.» concluiu.

Tal como o próprio nome indica, a principal mensagem que a autora pretende passar às pessoas é que, «no meio do inferno em que vivemos, com todos os problemas associados, é possível termos vislumbres de um paraíso. É possível termos momentos de felicidade, que nós tendemos a desvalorizar porque fomos habituados ao longo da vida a praguejar e a tornarmo-nos vítimas de nós próprios. Mas há um segredo para se ser feliz. Há uma fórmula mágica. E essa fórmula consta no livro e é diferente de pessoa para pessoa. Fazer com que a descubra – se estiver preparado para isso – é uma das minhas maiores motivações!»

 

Perspetivas futuras

Para o futuro, Laura Alho lembra que «se antes eu escrevia para mim ou para centenas de pessoas que liam o meu blogue, agora o processo é mais sério. Este é um sonho em concretização e qualquer sonho que se preze não deve ser interrompido. Deve ser continuado até que deixe de fazer sentido. Escrever é uma das minhas realizações pessoais e, por essa razão, a escrita continuará a fazer parte da minha vida.»

 Agora que a autora tem um compromisso com todos aqueles que fizerem parte do seu sonho, fica a garantia que «já há, inclusivamente, um segundo livro a ser escrito, o que significa que a máquina está em andamento. Lenta, mas firmemente.» - ressalvou.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentar:

Mais

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


Google Tradutor


Repto


No meio da rua...


Alhadas passadas

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D

Links

Educação

Outros BLOGS

Recursos